Principais consequências dos vermes não eliminados em gatos e cachorros

Fonte: Da redação - Em Saúde - 02/10/2018 20h 06min

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Principais consequências dos vermes não eliminados em gatos e cachorros

A imunização contra os vermes começa desde muito cedo na vida dos pequenos peludinhos, sendo uma das primeiras que fazemos logo depois do desmame. E o controle de parasitas e vermes realmente não poderia ser depois, já que existem grandes consequências na não eliminação.

 

Muito comuns e perigosos, sua frivolidade pode fazer com que pareçam inofensivos e comuns, mas não se engane, as consequências dos vermes em gatos e cachorros são piores do que imagina.

Vermes intestinais e seus principais malefícios

A existência dos vermes e parasitas no organismo de cães e gatos pode causar muito além do mero emagrecimento e falta de apetite. O animalzinho passa a ter sua imunidade diminuída, assim como sofre diariamente com os enjoos constantes, com a indisposição e falta de energia.

 

A melhor forma de evitar que o seu cachorro ou gatinho venha a possuir vermes é fazer os exames indicados pelo seu veterinário na frequência recomendada.

 

Ainda mais importante para os cães que habitam cidades litorâneas, os exames previnem a infecção silenciosa de alguns vermes, tais quais a Dirafilaria Immitis.

 

Esta é comumente conhecida como Verme do Coração, e causa a Dirofilariose. Essa microfilária de cor esbranquiçada é transmitida pela picada de alguns mosquitos (Aedes, Culex e Ochlerotatus), por isso, atenção redobrada àqueles que vivem em locais com muita umidade e calor!

Consequências de vermes não eliminados

 

Vermes em gatos e cachorros costumam se instalar no trato digestivo, e lá, passam a produzir o grande fio pelo qual são conhecidos, cheio de ovos prontos para iniciar uma nova infestação.

 

Quando o animalzinho está doente, começa a apresentar uma série de sintomas, tais quais a perda de peso, o esbranquiçamento das mucosas e problemas circulatórios, tais quais câimbras e indisposição.

 

Vermes redondos podem causar sérios problemas nos filhotes de gatos, incluindo diarreia, obstrução intestinal, distensão abdominal e retardo do crescimento. Infelizmente, os sintomas de vermes em gatos adultos são bem menos evidentes, sendo apenas perceptíveis em infestações maciças.

 

O ideal portanto é vermifugar a cada 4 meses, como costuma ser o recomendado para gatos que passam tempos regulares em áreas externas. Caso o seu gatinho seja criado em um ambiente mais fechado, talvez seja possível espaçar mais essas vermifugações.

O que irei notar se meu pequeno estiver em apuros?

Se o seu gato ou cachorro estiver coçando o ânus, com glândulas anais inchadas, vômitos e indisposição anormal, frente à personalidade e padrão apresentado anteriormente, pode e deve ser motivo de preocupação.

 

Até mesmo aquela barriguinha sobressalente deve ser estudada. Por mais que seja fofo em alguns casos ou pareça indicar saúde, pode ser a presença de vermes se mostrando.

 

Caso não dê a devida atenção a esses sintomas, a infestação pode crescer até se tornar o que se chama de Infestação Maciça, onde existe um número considerável de parasitas na barriga e eles passam a ser um perigo fatal ao animal, seja em questão de nutrição, seja pelo perigo de perfuração de órgãos.

 

Em casos extremos também podemos notar desmaios frequentes e sangramento pelos orifícios, podendo por conseguinte, resultar em morte.

 

Animais adultos e infestação por vermes

Como o dito, em animais adultos a infestação pode passar despercebida por um bom tempo. Portanto, atente-se aos mais ínfimos detalhes e mudanças, tais quais:

 

  • Pelos pálidos assim como em queda anormal;
  • Diarreia constante que pode vir a apresentar sangue;
  • Tosse, sendo este sintoma mais comum em gatos;
  • Perda de apetite assim como peso;
  • Vômitos frequentes, podendo apresentar sangue;
  • Apatia e indisposição;
  • Irritação na pele, manchas ou coceira;
  • Pontos brancos nas fezes (semelhante a arroz);
  • Coceira no ânus e inchaço das glândulas anais;
  • Atraso no crescimento (em animais que ainda tendem a crescer).

 

Lembre-se: se os vermes não forem tratados, por mais que sejam uma infecção comum, podem culminar em problemas extremamente graves e incomuns, portanto, não pense duas vezes antes de levar seu pequeno a um médico veterinário!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO