Porta Aberta - Por Fernando Garcia

Porta aberta 14 de dezembro 2018

Fonte: Folha da Mata - Em Rondônia - 17/12/2018 11h 06min

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Porta Aberta - Por Fernando Garcia

BARRACAS

A decoração Natalina, feita através de parceria de empresários e o município de Rolim de Moura, até que ficou razoável, alí na praça Durvalino Oliveira, considerando o momento de crise em que passa o país e, a capital da Zona da Mata, não seria diferente. Entretanto, não caiu bem a permissão feita pela prefeitura, a montagem de meia dúzia de barracas, descaracterizando totalmente o local.

HORRÍVEL

Os responsáveis que concederam a permissão aos barraqueiros, poderiam manter entendimento, para padronizarem as mesmas com melhorias, visto, que até por motivos festivos que é o Natal, também seria importante ter os cuidados necessários com o brilho das festividades. Realmente ficou uma coisa horrível e de mau gosto, as barracas ao redor da praça, poderiam exigir um aspecto melhor.

 

PERTURBAÇÃO POLÍTICA

O entra e sai de prefeito, recorda ao final dos anos 80, quando um grupo não aceitou a vitória do prefeito Joacil Guimarães, que de posse de um fusca ganhou as eleições do então candidato Roque Mazuquelli, apoiado por Valdir Raupp e o governador da época, Gerônimo Santana. O município naquela época não conseguia avançar, pois, a perturbação política não permitia, tinha um alvo que era desestabilizar o prefeito Joacil.

DEFENESTRADOS

Sempre tenho dito que Rolim de Moura, é um município diferente do resto do mundo, começando porque tem 34 mil eleitores e possui, dois senadores da República e dois deputados federais, além de outro federal, que nasceu em Rolim de Moura, mas, possui domicílio residencial em Porto Velho, onde foi criado. O município tem três alas políticas muito forte, que também circunda por todo o Estado, mas, é em Rolim de Moura, onde os simpatizantes se digladiam em redes sociais, apesar, de ambas as lideranças terem sofrido baixas nestas eleições.

 

POLÊMICA

Em Rolim de Moura, nem precisa ser disputada uma eleição suplementar, para que você note logo as forças das três alas entrarem em ação, basta, simplesmente uma disputa para eleição da presidência da Casa de Leis, é motivo para disputas acirradas, não entre os candidatos a presidente, mas, entre os velhos caciques da política local. Até as decisões judiciais envolvendo a classe política, são deveras recheadas de conflitos, como essa por exemplo que estamos vivenciando.

DIZER AMÉM

Os pajés da política rolimourense, Valdir Raupp, Ivo Cassol e Expedito Júnior, jamais poderão falar da falta de lealdade do povo de Rondônia, em especial de Rolim de Moura. Todos, tem que ter gratidão pelos rolimourenses, visto, que ao longo dos anos lhes proporcionaram mandatos eletivos, da mais alta Casa de leis, que é o Senado Federal. A deputada federal Marinha Raupp, teve longevidade de 20 anos na Câmara Federal e Expedito Júnior, também gozou das prerrogativas de três passagens, pela Câmara Federal.

EXONERAÇÕES

Quando afirmo que Rolim de Moura é diferente do resto do mundo, mostro provas cabais. Recentemente se travou uma guerra em redes sociais, com a volta do prefeito Luizão do Trento, que passou o “facão” na maioria dos portariados da prefeitura, inclusive até àqueles que antes eram seus secretários preferidos. Se tem gente demais nomeada, as críticas são ásperas por parte de setores das redes sociais, se exoneram em demasia,  os críticos das redes sociais não perdoam e, assim vai entender a humanidade.

 

 

PALCO POLÍTICO

Mas, na verdade tudo isso porque Rolim de Moura, é um lugar diferente dos demais, que apesar de ser uma prerrogativa do chefe do Poder Executivo, bem como do Poder Legislativo, nomear e exonerar, em Rolim de Moura, por ser terra de Caciques e Pajés, as forças antagônicas muitas delas aliadas a grupos políticos, entram em ação, para tentarem embolar o meio de campo.  

REPENSAR

Com a volta do prefeito Luizão do Trento, o que se espera dele também, é que corrija os erros do passado, apesar das dificuldades do dia-a-dia, é bom repensar algumas falhas para que possa superar alguns escorregões. Um elo de ligação com o Poder Legislativo, será de suma importância, haja vista, que o vereador Alisson Ferreira, não é mais seu líder, o que sem dúvida foi uma grande baixa.

DIÁLOGO

Mas enquanto não encontre um líder à altura de Ferreira, que designe um bom relacionamento com todos os demais vereadores, que pode ser feito através de um dos assessores, tarefa que nem sempre será fácil, pois requer muita habilidade para essas feições que é o estreitamento do diálogo amplo e aberto. Aquela velha política de que bateu levou, não funciona mais, pois se resolvesse, Cláudio Humberto, Ministro das Comunicações, de Fernando Collor de Melo, teria evitado sua cassação.  

AMORTECEDOR

A 25 de Agosto, nas proximidades da rua H, onde existe a feira todas as quartas, motoristas continuam trafegando em alta velocidade causando acidentes. A Companhia Municipal de Trânsito, precisa tomar providências para diminuir o número de acidentes naquela artéria, basta, que coloque um amortecedor de velocidade em frente a farmácia Benatti e outro próximo à casa do Motoqueiro.

 

 

ONDE ESTÃO?

Por falar em Companhia Municipal de Trânsito, quando da inauguração dos semáforos na 25 de Agosto, proximidades da Caixa Econômica Federal, as autoridades do município, afirmaram que a antiga sinaleira que servia aos dois lados da 25 de Agosto, seriam instaladas em outras localidades. Os locais seriam na São Paulo ou então na Urupá com a 25 de Agosto, onde por sinal se registra grande número de acidentes, principalmente no período noturno quando estudantes estão indo e vindo para a faculdade FSP.

 

QUERENDO BRECHA

O ex-candidato a prefeito em 2016, Adilson Júlio, que disputou o pleito com pendências na Justiça Eleitoral, afirmou a este colunista, que todo esse imbróglio envolvendo os dois candidatos, Dr. Lauro e Aldo Júlio, é somente aguardando sua quitação eleitoral, para entra na disputa.

 

CULPADOS TAMBÉM

Esta situação de súplica do poder executivo, sempre pedindo à Câmara de Vereadores, para que permita fazer novos parcelamentos no Instituto Rolim Previ, já vem acontecendo desde outras administrações. A Câmara de Vereadores, ao longo do tempo vem permitindo essas negociações, compartilhando com o enfraquecimento do Instituto que hoje está no fundo do poço, piorando a cada administração que passa pelo Casarão de Madeira.

 

MAU FEITOS

Muitos prefeitos de Rolim de Moura, não cumpriram metas estabelecidas por Lei, que é de não mexer no dinheiro do Instituto, uma segurança de todos aqueles que contribuíram para o seu futuro. Mexer no dinheiro do Rolim Previ, não tenha dúvida que está cometendo uma pedalada, mas, entretanto, todavia, sempre contando com apoio da Casa de leis. O correto é pagar o parcelamento e, lógico, as parcelas normais do Instituto, porque se continuar dessa maneira, os funcionários de modo geral estarão no buraco do saci.

 

ATENÇÃO ESPECIAL

O vice-governador Zé da Jodan, já citado como futuro Secretário de Agricultura, provavelmente não vai ser homem de gabinete e, quem ganhará com isso sem dúvida será o Estado e o próprio governador Marcos Rocha, que vai ter bastante informações. De início, Zé da Jodan, deverá centrar muitas atenções pra Rolim de Moura, a Saúde e Usina de Asfalto, que precisa entrar em ação, visto que a cidade está uma bagaceira em todos os cantos e, uma das atenções principais deverá ser por onde os caminhoneiros estão trafegando.   

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Jornal Eletrônico inforondonia.com.br não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO

Mais Notícias da Categoria: Rondônia