Pesquisa aponta que 69% dos consumidores já sabem o que vão comprar na Black Friday

Fonte: Inforondonia.com.br - Em Economia - 08/10/2019 18h 16min

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Pesquisa aponta que 69% dos consumidores já sabem o que vão comprar na Black Friday

A Black Friday 2019 vai acontecer na sexta-feira, 29 de novembro. A data que surgiu para movimentar a economia nos Estados Unidos já caiu na graça dos brasileiros. De acordo com uma pesquisa feita pelo Google, divulgada nesta terça-feira (08/10), 69% dos consumidores já definiram o que vão comprar e só estão esperando o momento para realizar seus pedidos.

 

Foram ouvidas 1.500 consumidores online em todas as regiões do país para entender o comportamento deles nas mega promoções que podem chegar a até 70% de desconto, promessa da maioria das lojas físicas e virtuais.

 

"Para o movimento de crescimento das vendas nas lojas físicas, o aumento de sortimento de produtos, e a expansão, 24 horas é muito pouco ou muito competitiva para que os brasileiros façam tudo o que eles querem fazer", afirma Diego Venturreli, gerente de Insights para Indústria do Varejo do Google Brasil.

 

De acordo com o levantamento, 99% dos brasileiros já conhecem a Black Friday, o que torna um grande atrativo para impulsionar vendas em pequenas e médias empresas.

 

Outro fator que favorece os pequenos empresários nesta reta final de ano é a guerra das empresas que oferecem máquina de cartão de crédito.

 

O antigamente era dominado pelas instituições bancárias, mas ganhou a concorrência de empresas como Mercado Livre, PagSeguro, SumUp e Cielo nos últimos anos com benefícios que vão desde parcelamento sem juros ou menor taxa para que o empresário resgate o valor dos pagamentos.

 

Com isso, seguindo o interesse do consumidor, os empresários contam melhores condições para oferecer descontos ainda maiores e aproveitar todo o potencial da Black Friday.

 

Além disso, hoje os brasileiros não querem comprar apenas eletrônicos, a demanda é muito maior. "Quando você começa a vender alimentos, bebidas, pneu, serviços, você tem algumas categorias ligadas a ambiente físico. Quando é dada a esses produtos a mesma importância dos outros, a loja física vem acompanhando", finaliza Venturreli.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO