Empresa contratada pelo DNIT já realiza aterramento em trecho que cedeu na BR-364; fotos

Fonte: Rondônia Agora - Em Rondônia - 07/02/2019 15h 48min

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Empresa contratada pelo DNIT já realiza aterramento em trecho que cedeu na BR-364; fotos

Contratada pelo DNIT, a empresa LCM Construção e Comércio deu início nesta quinta-feira a serviços emergenciais na BR-364, na cabeceira da ponte sobre o Igarapé Andirá, localizada no km 464 da BR-364, em Cacaulândia, entre as cidades de Ariquemes e Jaru. O trecho de 9 metros de largura cedeu na quarta-feira à noite, devido a fortes chuvas em toda a região.


Segundo o DNIT, a empresa estava avaliando a possibilidade de aterramento com matação no encabeçamento da ponte (enrocamento de pedra), viabilizada pela proximidade de uma pedreira para liberação do tráfego local.

Ainda de acordo com o DNIT, o 5º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército (BEC) está apoiando o órgão e iniciou avaliação e o reconhecimento do trecho para a execução de metálica, “utilizada para atender rapidamente emergência e restabelecer o tráfego.


A PRF emitiu nota informando que as empresas de ônibus que atuam nas estradas de Rondônia suspendam as viagens que dependem do tráfego no local. O DNIT reforça que a população não deve prosseguir viagem pelo trecho afetado e já enviou ao local equipes das unidades de Ji-Paraná e Ariquemes para interromper o tráfego e realizar a sinalização a fim de impedir o fluxo.

O DNIT informou ainda que até o fim do dia apresentará cronograma para execução dos serviços necessários até a liberação definitiva do tráfego.

Empresa contratada pelo DNIT já realiza aterramento em trecho que cedeu na BR-364; fotos

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO