Cassol pede apoio a Bolsonaro para que libere a pílula do câncer

O parlamentar relembrou que ele e Bolsonaro travaram uma batalha pela liberação do medicamento, que teria mostrado resultados significativos no tratamento contra o câncer.

Fonte: Da Assessoria para o Jornal eletrônico Inforondonia.com.br - Em Saúde - 30/11/2018 09h 23min

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Cassol pede apoio a Bolsonaro para que libere a pílula do câncer

O senador Ivo Cassol (Progressistas-RO) defendeu nesta quarta-feira, (28) no plenário do Senado a liberação da pílula do câncer, a chamada fosfoetanolamina. O medicamento teve a distribuição suspensa por ordem do Supremo Tribunal Federal.  Cassol que se reuniu com o presidente eleito Jair Bolsonaro nesta semana. O parlamentar relembrou que ele e Bolsonaro travaram uma batalha pela liberação do medicamento, que teria mostrado resultados significativos no tratamento contra o câncer. 

 Cassol pediu apoio do presidente do Senado, Eunício Oliveira e também ao presidente da República eleito, Jair Bolsonaro, para que atuem junto ao STF pela liberação do remédio. “ Fui reivindicar o anseio de todo aquelas pessoas que foram diagnosticadas com câncer e para quem nós trabalhamos, aqui no Senado Federal, a liberação da fosfoetanolamina, a pílula do câncer”.

O senador ressaltou a decisão do Congresso de aprovar o medicamento, que chegou a ser sancionado pela ex-presidente Dilma Rousseff, mas a Associação Médica Brasileira, entrou com uma ação na justiça para  cancelar a distribuição e assim impedir o uso da fosfoetanolamina.

“ Eu fiz uma solicitação ao presidente eleito, Jair Bolsonaro que faça um trabalho para liberar junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), para que as pessoas em tratamento do câncer possam usar o medicamento como uso alternativo ao convencional”, finalizou Cassol.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO