Depois de um ano afastado, Rolim de Moura se organiza para disputar Série B

Data: 12/01/2018 10h 33min
Fonte: Globo Esporte
Depois de um ano afastado, Rolim de Moura se organiza para disputar Série B

Depois de passar um ano com as atividades paralisadas por causa de uma punição e sem interessados em assumir a direção do clube, o Rolim de Moura deve retomar as atividades em 2018 com a disputa do Campeonato Rondoniense da série B.

A possibilidade de retorno do Tigre da Zona da Mata surgiu após um grupo de pessoas se unir para tentar organizar o clube administrativamente.

Ao Globoesporte.com, um dos membros do grupo, que preferiu não se identificar, revelou que a ideia de reiniciar as atividades da equipe cidade surgiu neste ano, após o cumprimento da punição proposta pela Federação de Futebol de Rondônia por desistência do Estadual de 2016.

-Ainda não podemos revelar quem são as pessoas que estão a frente do projeto, mas posso garantir que estamos tentando regularizar o clube e brigar por uma vaga na segunda divisão deste ano. Também posso adiantar que em breve será realizada a eleição para a escolha da nova diretoria para comandar o Rolim na próxima temporada – relata.

Ainda conforme o informante, a iniciativa foi motivada após o grupo receber algumas promessas de apoio financeiro que ajudará as custear as despesas e sanar as pendências financeiras da equipe.

-Como eu já disse não tenho autorização para dizer, mas estamos com as negociações bem avançadas em várias setores, entre eles, a possibilidade de patrocínios – aponta.

De acordo com o ex-presidente, Arthur Lima, além de uma ata que precisa ser regularizada, há contra o clube duas ações trabalhistas, sendo que uma ainda será julgada.

- A ata deve ficar pronta nos próximos dias. Já a parte financeira, ficará a cargo da nova diretoria. E, o pessoal que pretende assumir o time já demonstrou interesse em regularizar a situação.

Trajetória

O Rolim de Moura surgiu pela necessidade de ter um time que representasse a cidade após a saída do Pinheiros FC, clube que conquistou o segundo lugar nos estaduais de 1995 e 1999. A equipe formada por amigos participavam de competições amadoras e de base e começou a se destacar a partir de 2002, quando conseguiu uma boa colocação no Torneio Brasileirinho de Futebol.

Em janeiro de 2004, com a ascensão do futebol e a visibilidade que o time estava ganhando, foi eleita a primeira diretoria, que tinha como presidente Arthur Lima.

No ano seguinte, o Rolim de Moura se federou e conseguiu uma vaga na segunda divisão do profissional. Logo na estreia, o time ficou com o terceiro lugar e nos dois anos seguintes, 2006 e 2007, foi vice-campeão.

No fim de 2014 o presidente Arthur Lima abriu novas eleições, afirmando que não queria mais estar à frente de clube algum no estado.

No entanto, ninguém estava disposto a substituí-lo. Na eleição só compareceram o próprio Arthur e um repórter que cobriu o pleito. Com isso, em 2015 o Rolim de Moura paralisou suas atividades no profissional por falta de interessados para comandar o clube.

Depois de um ano afastado, Arthur Lima reassumiu o comando do clube e fechou uma parceria com uma empresa de futebol do Rio de Janeiro, comandada pela família do técnico Manuel Filho, que ficou com a responsabilidade de investir e tocar o Tigre da Zona da Mata durante a temporada.

Comente

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros.
O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO

Outras Notícias